Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

16 de setembro de 2017

Marcelo Rezende e o seu legado

  Escrevo há anos e não tinha como furtar-me neste momento, por mais doloroso que seja de escrever sobre um dos maiores expoentes do jornalismo brasileiro. Hoje dia, 16 - 09 -2017, Marcelo Luiz Rezende Fernandes nascido em, 12 de novembro de 1951, na cidade do Rio de Janeiro e, mas conhecido como Marcelo Rezende deixa-nos órfãos de sua presença e do seu majestoso brilhantismo. Fui surpreendido com a notícia e de imediato comecei a tecer o artigo em pauta. Sei que as palavras de que faço uso aqui são ínfimas para descrever com a devida deferência as qualidades do saudoso jornalista, repórter e apresentador de televisão, mas as teço com imenso carinho e satisfação tais palavras, por ter visto em Marcelo Rezende um ser humano que sempre lutou de maneira enfática e ética pelos ideais dos menos favorecidos e por combater incisivamente a criminalidade no Brasil. Certamente seu nome figurou e figurará como um dos nomes mais emblemáticos, bem como um dos mais corajosos e lutadores jornalista dos últimos tempos. Seu legado é inestimável. No “vídeo abaixo, em uma homenagem prestada pelo “Programa Domingo Show do apresentador: Geraldo Luiz” no quadro: "De Volta ao Passado", da Rede Record de Televisão”, todos conhecerão um pouco mais sobre a história de vida de Marcelo Rezende. Um homem que teve a infância marcada por sofrimentos e dificuldades e que venceu. Assisti este vídeo há um tempo e fiquei muito emocionado, pois o amor que o mesmo tinha pela sua mãe, a garra por vencer,  a luta por ideais, o depreendimento, sua coragem e os seus valores assemelham-se muito ao que acredito e vivo. Assistam, por gentileza:




  Sempre admirei a maneira cordata, corajosa e incisiva com que o referido jornalista defendia suas ideias e como lutava pelo o fim da criminalidade no país, bem como por um mundo mais justo e igualitário. Lembro-me do famoso quadro que o mesmo apresentava na Rede Globo de Televisão: “Linha Direta”. Penso que, Marcelo Rezende marcou a história do Brasil, de milhões de brasileiros e emocionou os mesmos com a sua história de vida, seus valores e pensamentos. Seus familiares, amigos, colegas de profissão, fã e o mundo jornalístico encontram-se de luto. Não é sempre que encontramos profissionais que exercem a sua profissão com a isenção e amor com que o mesmo demonstrava seja como articulista através da imprensa escrita ou na seara televisiva aonde o mesmo destacava-se por sua audácia e irreverencia ao protagonizar momentos ímpares no programa “Cidade Alerta”, do qual o mesmo era ancora. Como escritor, lutador pela evolução das relações humanas e ativista defensor de ideais de cunho humanitário etc, sinto-me com imenso pesar ao receber esta notícia e ao escrever este artigo em homenagem póstuma ao supra ilustre e eminente jornalista. Dentro do mundo jornalístico, "Marcelo Rezende, encabeçou com imenso brilhantismo grandes reportagens como a veiculada pela TV Globo na década de 1990: a denúncia das sessões de espancamento e assassinato de moradores da Favela Naval, no bairro de Diadema na cidade de São Paulo, feitas por integrantes da polícia Militar de São Paulo“. Esta foi uma das reportagens que o notabilizaram por conta de sua, volto a dizer, coragem de encarar criminosos e de interroga-los com sua peculiar propriedade e de promover com isso um jornalismo destemido em prol do bem comum. Poucos são os que adentram a seara do jornalismo investigativo como o referido jornalista o fez e conseguem figurar com a nobreza com que o mesmo figurou. Mesmo não tendo formação acadêmica superior, o mesmo trabalhou nas maiores organizações de mídia do país, como á Rede Globo de Televisão, Rede Record de Televisão e na Editora Abril.

  Enfim, concluo minhas palavras deixando os meus mais sinceros sentimentos aos familiares, amigos, colegas de profissão e fãs do Brasil e de todos os países em que o mesmo era admirado, visto e acompanhado. Deus o ilumine e que seu legado sirva de exemplo a ser seguido pelos jornalistas existentes e os que estão ingressando na área.


João Luciano Silva da Costa




13 de setembro de 2017

Os altos e baixos da vida e a Importância da Humildade

               

 Constantemente somos levados a pensar sobre o que fizemos e estamos fazendo de nossas vidas, ao passo que é pertinente se fazer uma profunda reflexão acerca dos altos e baixos da vida e a importância da humildade. O lamentável é saber que muitos nem se importam para a relevância disto, mas é um excelente assunto para ser refletido, pois é quando se está no ápice do sucesso que muitos deveriam manter a humildade e o temor a Deus, independente de religião. Observo que, ao contrário, muitos agem e reagem de maneira presunçosa e arrogante. Quando evoluem para um patamar financeiro melhor Infelizmente o ego infla e não há espaço para o aprendizado, compaixão, empatia e, sobretudo amor ao próximo. Com base neste prisma que, adentro a seara do complexo contexto das relações do poder. A vida é como uma montanha russa, como bem encontra-se ilustrada na imagem em tela. Hoje um indivíduo pode estar no topo e de uma hora para a outra se vê sem nada e é neste contexto que chamo todos a raciocinarem sobre a importância da humildade e de se cultivar verdadeiros amigos, bem como procurar ser uma pessoa que pratica o bem a todos, pois não tenha dúvidas de que no momento mais complicado da vida sempre haverá alguém para olhar por ti, abaixo de Deus, que sempre caminha conosco, independente de credo religioso.   

 O poder financeiro ou de mando jamais pode sobrepujar o que somos enquanto seres humanos. Temos uma essência e nela nossa índole, o que deve nos nortear e ser a nossa bussola em meio ao mar das relações humanas. Relações estas que, não são nada fáceis e que com o passar dos anos tem, lamentavelmente, se tornado ainda mais difíceis por conta da comunicação que não se dá de maneira convencional em sua totalidade, ou seja, atualmente as pessoas pouco verbalizam seus pontos de vista como antes. De alguns anos para cá, algo cujo o qual, não me canso de frisar, as pessoas se comunicam mais por meio de aplicativos como: whatsapp e facebook do que qualquer outra coisa. Com isso as relações humanas e a compreensão estão cada vez mais precárias. Ressalto, no entanto, que não tenho nada contra as redes sociais. Refiro-me apenas a questões que considero que devam ser revistas a fim de que, tais aplicativos sejam utilizados de maneira eficaz. Muitos talvez devam estar neste momento, indagando-se: o que tem haver a temática “Os altos e baixos da vida e a importância da humildade”, com redes sociais? Caros (as) leitores, na verdade tem tudo a ver, pois tudo, impreterivelmente caminha neste mundo por meio da comunicação. Não adianta tratar do assunto em pauta se não falar na importância da comunicação e de sua consequente compreensão até para que as pessoas percebam a devida urgência dada á tratativa que está sendo feita aqui. Isto posto, entender que a vida está em constante mudança e que atualmente quem está no topo da pirâmide pode no futuro estar na base dela é requisito elementar para que se mantenha a humildade de nunca achar-se melhor do que quem quer que seja, de buscar nos estudos um meio de aprimoramento intelectual, pois trata-se de um dos princípios basilares para a obtenção do sucesso e de sua manutenção. 

   Enfim, a humildade é um dos requisitos basilares para tudo nesta vida, sem o qual, nada é possível, pois até o pouco que possuímos se não a tivermos perdemos.  Reflitam e tenham um excelente dia!!!





João Luciano Silva da Costa.

27 de agosto de 2017

O dia do Psicólogo e a Importância do seu Papel Social



 Nesta data tão importante que celebra o dia do psicólogo eu não poderia deixar de falar um pouco sobre algumas questões que pairam na órbita das relações humanas. No cotidiano a vida nos faz entender e a história nos ensina que através do convívio diário, não é nada fácil lidar com a diversidade de pensamento. Contudo, percebo que conviver com as diferenças é uma tarefa enriquecedora que só faz aprimorar ainda mais o ser humano. A meu ver, é muito pouco delimitar tal temática a um mero discurso acadêmico, pois a mente humana é algo extremamente complexo e em contrapartida muito enriquecedor sob todos os aspectos. Por estas e outras questões que reputo como fundamental adentrar a esta seara de conhecimento deixando clara a importância do psicólogo. No caso das relações humanas trata-se de um desafio constante e árduo para tal profissional driblar cada questão, pois por mais que se esmiúce cada detalhe referente a mente humana ainda assim encontraremos desafios. O convívio é difícil porque apesar de a arte de viver ser algo tão simples o próprio ser humano complica e daí torna-se cada vez mais distante o que era para ser do alcance de todos que é uma vida plena. A vida plena é algo tangível e está ao alcance de todos. Nesta hora entra em cena o psicólogo que com maestria trabalha os bloqueios e a acompanhar o paciente em todo o seu processo de reabilitação psicológica e social.

 Um trabalho fantástico e emocionante.  Na minha concepção, o trato é fácil. O mal do século é que muitas pessoas não têm conseguido ser felizes consigo mesmas e ao passo disto, não conseguem viver bem com o seu próximo. A ausência de um bom convívio com consigo mesmo e consequentemente dentro do contexto social é nefasto e traz consequências graves no processo relacional, seja na vida pessoal ou profissional. Mas sobretudo, as pessoas precisam buscar o bem estar, em Deus, independente de religião, pois a fé é algo sem igual. Não defendo aqui que viver só em alguns momentos seja ruim, nem muito menos que seja a melhor forma de se viver. Amo ficar em alguns momentos só e fazer uma imersão para dentro de mim mesmo, pois isto nos permite o encontro com o nosso eu, com o que somos de fato. Contudo,  sabemos o quanto é fundamental o convívio social e quando vejo que as pessoas, seja por conta dos aplicativos whatsapp, facebook ou pelo crescimento progressivo da violência acabam se isolando realmente é algo triste. O psicólogo tem papel elementar em trabalhar a eliminação de bloqueios através da psicoterapia. Nos casos mais graves indica-se o acompanhamento psiquiátrico. A vida é algo precioso e que passa tão rápido. Por esta e outras razões que a mesma precisa ser aproveitada de modo intenso e pleno. Como estudioso, teço tais palavras com a finalidade de aclarar que pela falta de entendimento sobre coisas tão ínfimas, contínuos dissabores e ressentimentos são semeados e vivenciados ao longo da vida. O perigo mora quando os problemas são sedimentados, ou seja, solidificados. Tornam-se como pedras, quase que inquebrantáveis. Muitos nutrem em seus corações e fazem a manutenção constante de sentimentos e traumas que a olhos vistos, são intransponíveis, mas penso que, Deus, independente de religião está no controle de tudo e que nada pode e é mais forte que o amor verdadeiro. Nada pode contra um amor genuíno, a menos que ele não exista. Apenas tento de uma forma singela tornar perceptível o quanto é elementar que cultivemos e lutemos todos os dias pela manutenção do amor ao nosso próximo. Falo do amor fraternal e do amor em todos os contextos das relações sociais. Trata-se de um sentimento tão lindo que precisa ser falado, mas, sobretudo praticado. Parabenizo os psicólogos que trabalham arduamente em prol da evolução humana e vivem o amor ao próximo.

  Conclusão, assim é a vida, um aprendizado constante onde o amor ao próximo precisa ser regado, vivenciado por todos e não por apenas alguns. Lamentável que, no atual contexto, ainda vivamos em um mundo marcado por tanto desamor.  Feliz dia do Psicólogo a todos os profissionais da área!!! Reflitam e tenham um excelente dia!!!



João Luciano Silva da Costa.



13 de agosto de 2017

O dia dos pais dentro da atual conjuntura

            


  Nesta data tão especial, muitos são os que estarão comemorando ao lado de seus pais, outros estarão nostálgicos lembrando do passado e se apercebendo de que já não possuem mais ao lado, aquele ombro amigo de um pai no qual possa repousar sua cabeça e buscar apoio através de conselhos. A figura paterna é algo fundamental no processo de crescimento e de formação de um indivíduo. Muitos são os filhos que abandonam os seus pais em asilos e sequer lembram-se da dedicação que estes imprimiram para verem seus filhos bem criados. A bem da verdade, sabemos que há pais que abandonam seus filhos, mas há os que foram e são genuinamente pais. Em meio aos dilemas da vida, percebo na grande maioria das vezes, mães que sozinhas criam seus filhos, ao passo de que também existem pais que o fazem. Muitos são os pais que criam seus filhos só e quando não, são excelentes pais sendo companheiros o tempo inteiro da mãe de seu ou de seus filhos. Penso que, isto endossa o papel do que de fato é ser pai, pois o exercício da paternidade é participar de maneira efetiva da criação de um filho e não delegar em absoluto para a mãe, todas as atribuições.

   Sou arrimo de família, portanto, filho único e perdi meu pai quando eu tinha apenas seis anos. Nunca me vitimei por isto ou qualquer outra coisa nesta vida. Faz parte, por mais complicado que seja. Não tenho família, mas enxergo a vida sob um ponto de vista bem abrangente e com gratidão. Tudo nessa vida passa. Como qualquer pessoa, já tive minhas tristezas, já que sou um ser humano. No entanto, jamais fui vencido por elas, pois cabe a mim ser autor da minha história. Ter maturidade para encarar as coisas com a naturalidade necessária é muito pertinente. Nem sempre foi assim. Afinal ter uma família e um pai que faz parte da estrutura familiar são fundamentais. No entanto, saber lidar com as circunstâncias é algo fantástico e resiliente. Ame seu pai. Já aos pais que não demonstram amor pelo seu filho, procurem compreender a importância que reside no dar e receber o amor. Isto faz imensa diferença na vida. Procurem encontrar o caminho para que este bloqueio se desfaça. O ser humano vive muitas vezes, envolto a tantos cárceres como o do isolamento e da incapacidade de demonstrar seus sentimentos que faz a vida perder o seu sabor. Viver é ser pleno e uma das características da plenitude é a de ter a capacidade de demonstrar os sentimentos. O enrijecimento não leva a nada. Sei que nesta linda data existem muitos pais brigados com seus filhos e filhos brigados com seus pais. Saibam que a magoa não o levará a nada. Seja o que for que um tenha feito para o outro, de forma intencional ou não procure se perdoar e perdoar, pois desta vida não levamos absolutamente nada. Muitos ao tentar perdoar encontrarão a barreira do orgulho, mas procure dentro de si e, sobretudo em Deus, independente de religião, a capacidade de que precisa para praticar o amor, porque só o amor constrói. 

Conclusão, com amor tudo se faz e se refaz. Neste dia dos pais abrace o seu melhor amigo: o seu pai e demonstre a ele, todo o amor que possuí. Nunca se esqueçam de que muitos, assim como eu, gostariam de ter no dia de hoje, um pai para abraçar e tantos outros o tem e não valorizam. Abrace o seu pai e diga o quanto o ama. A vida é breve demais para que sejamos presos a orgulhos bestas e sem o menor fundamento. Desejo a todos os pais do Brasil e do mundo, que leem as minhas obras, um feliz dia dos pais !!!



João Luciano Silva da Costa. 




19 de junho de 2017

O retrocesso é inaceitável


   O retrocesso é algo inaceitável na vida de um vencedor. Permita-se visitar o solo do passado somente para auto-avaliação a fim de que, não venha cometer os mesmos erros, mas jamais faça isto, sem um fundamento claro, pois você pode se distrair e perder o foco no qual se encontra. Entenda que a vida não para e o retrocesso é a via escolhida por aqueles que se conformam com a realidade de vida que possuem. O nosso passado pode ter sido marcado por inúmeros momentos adversos como: fundo do poço, depressão, traumas, fome, abandonos, rejeição, doenças etc.  Contudo, é fundamental que se saiba que para muitos, o fato de se ter vivido algum ou alguns problemas é o fim, já para tantos outros é uma grande oportunidade de recomeço. Acredite em você e faça a diferença. Por gentileza, antes de continuarem a leitura, assistam ao vídeo abaixo:



    Para tudo na vida há uma ação e uma reação e a vitória ou as vitórias que tanto almejamos vai depender da maneira como enxergamos e agimos a cada circunstância. A questão é que as dificuldades se agigantam para muitos por conta dos pensamentos negativos e por não fazerem nada para vencerem a si mesmos e assim não se auto-sabotarem a cada obstáculo apresentado pela vida. Quando conseguimos perceber nas dificuldades um meio para a aquisição de experiências e vitórias os resultados são outros. Ao longo da vida, milhares de pessoas são levadas a desertos cujos quais, jamais poderiam imaginar. Contudo, penso que, o deserto das angústias, depressões, medos, abandonos, desilusões, desassossegos dentre outros, são uma verdadeira escola de aprendizagem para a evolução do ser humano. Digo isto, com conhecimento de causa, pois de obstáculos em obstáculos que aprendi a compreender a vida de diferentes maneiras, a enxergar meus erros, a corrigir-me, deixar de lado os meus achismos e a tornar-me diretor da minha vida e não um mero coadjuvante. Isto fez com que eu não só entendesse o quanto somos falíveis, mais também que somos seres em constante processo de construção e evolução, uma vez que estamos nesta vida para aprendermos uns com os outros. Portanto, nunca se esqueçam de que é muitas vezes, no fundo do poço das necessidades e incertezas que temos a chance ímpar de encontrarmo-nos com nós mesmos, ou seja, com o nosso eu e, sobretudo de conversar com Deus, independente de religião. 

   Conclusão, nunca perca o seu foco e não permita que os resquícios de um passado possam influenciar de forma negativa o seu presente ,e consequentemente o seu futuro. Elime qualquer mágoa, tristeza, trauma buscando em si e, sobretudo em Deus a solução. Certo dia, um filósofo francês: Jean-Paul Sartre disse: "Não importa o que o passado fez de você. Importa é o que você fará com o que o seu passado fez de você". Reflitam e tenham um excelente dia!!!



João Luciano Silva da Costa.



3 de junho de 2017

A rejeição e o abandono

   
 O tema é triste, mas, no entanto, muito relevante haja vista que, muitos sofrem a dor de ser rejeitado ou abandonado ao longo da vida, quer seja por não ter dinheiro, quer seja por não ter os seus valores humanos devidamente reconhecidos no meio social do qual faz parte etc. Trata-se de algo lamentável, mas que faz parte do contexto social. Nunca se esqueça que tudo pode ser visto de maneira positiva e ser usado a seu favor, como crescimento pessoal, pois são nos momentos de rejeição e abandono que somos projetados de maneira sem igual a mergulharmos para dentro de nós mesmo e neste mergulho somos confrontados, contrariados e com isto nos tornamos mais fortes e blindados. Na minha concepção, a vida é assim, constituída de coerências e incoerências. Cabe a cada um filtrar e absorver o que há de importante e de perceber a sua importância. Isto sim é que dá sentido a nossa existência. deem uma pausa, por gentileza, para assistirem a reflexão que faço no vídeo abaixo:




   A rejeição e o abandono são atitudes que apesar de serem distintas caminham lado a lado, pois se de um lado alguém é rejeitado do outro este mesmo alguém sofre com o abandono. Ser rejeitado é ser visto como um ser menor e menos importante que outro, ao passo que ser abandonado é ser deixado para trás, protelado e a deriva sem o mínimo sequer de amparo. Tratam-se de situações delicadas e ao mesmo tempo importantíssimas de serem abordadas, pois ambas produzem um sentimento muito ruim na pessoa que está vivenciando tal dor. Estas dores geram depressão e por vezes leva o indivíduo a sofrer, pois o mesmo tende a ficar ruminando o passado triste que viveu. Contudo, isto, sem o mesmo perceber acaba por colocá-lo como uma pessoa vitimizada e sem atitudes para mudar a rota de sua vida. Muitas vezes ao longo da vida muitas pessoas sofrem muito com os descasos, dissabores, incompreensões, traumas e não percebem que o maior mal reside dentro dela mesmo, pois o que pensa e pratica são pensamentos negativos e consequentemente colhe frutos amargos. Nossos pensamentos e palavras possuem poderes incomensuráveis daí a importância de se enxergar a vida com leveza e portar-se de modo sereno frente aos desafios. Vence quem procura encontrar em si os defeitos e razões para a realidade na qual se encontra e não o que projeta no outro a culpa que lhe cabe por seus fracassos. Assumir os próprios erros é ser forte e tornar-se o autor da própria história. Nunca aceite o julgamento de quem quer que seja a seu respeito. Olha-se no espelho e tire alguns momentos consigo mesmo a só. Busque se encontrar e perceberá que o valor que muitos não lhe dão vem do valor que você não se dá. Se valorize e jamais permita ser tapete para que alguém pise. Todos nós, enquanto seres humanos que somos merecemos e viemos a este mundo para cumprir propósitos e um deles é o de ser feliz!!

 Enfim, nunca se auto-subestime, não se abata, não se inferiorize e nunca se dobre diante dos desafios da vida. Drible cada um dos revezes que apareçam diante de você. Tenha a cada dia um encontro consigo mesmo e fortaleça o seu interior e, sobretudo de Deus. Nisto há sentido na vida. 



João Luciano Silva da Costa.




14 de maio de 2017

O dia das mães dentro da atual conjuntura

   
  Penso que, mãe é sinônimo de amor incondicional, sem falar no imenso desdobramento a que a mesma é posta a prova todos os dias, para superar-se diante das adversidades. Mulher, esposa, trabalhadora, auxiliadora, conciliadora e sábia no que tange a expertise em ensinar o sentido da vida. Ser mãe é fazer um constante exercício de equilíbrio emocional para estabelecer a harmonia no lar e com isso tornar possível um ambiente de paz e felicidade e é assim que esta faz a sua diferença em meio ao contexto social no qual estamos inseridos. Esta realidade faz com nós reflitamos, e mais do que isto, exige e requer de todos uma postura frente ao rumo desastroso para o qual o nosso país e o mundo têm caminhado com crianças cada vez mais bem informadas sobre aplicativos etc, mas em meio a um imenso cenário de desagregação familiar. Pais e filhos divididos por conta da falta de comunicação e de compreensão. O distanciamento e o desamor estão cada vez mais presentes no seio da humanidade o que é muito triste e lamentável. A proposta é que as famílias haja em conjunto e que venham se comprometer a fazerem cada qual a sua parte para que todos juntos projetemos um mundo melhor.





    Admirável papel, mas que nem sempre é valorizado como se deveria por conta de um vergonhoso hábito gerado pelo exacerbado mercado de consumo que promove a todo o custo a importância do materialismo como regra basilar quando isto deveria ser a última coisa a ser vislumbrada. A questão infelizmente extrapola o campo do consumismo. Tudo se torna ainda pior quando observamos que por conta de um sistema deficitário, crianças acabam tornando-se mães ou pais  cada vez mais cedo, sem sequer terem estrutura física e emocional para tal. Com isto, vemos uma geração desestruturada e sem perspectivas. Adentrar a determinadas questões é tocar o dedo na ferida, é triste, mas se faz necessário para que as pessoas parem de fantasiar tanto as coisas. Penso que, sem generalizar cria-se uma mascará para cada papel e as pessoas vão vivendo sem que a vida tenha sentido. A vida precisa ter sentido e isto se dá quando aprendemos a dimensionar as consequências de nossas atitudes. A figura materna infelizmente não tem sido valorizada como se deveria. No entanto, o contexto de valores, ora passados pelos pais nem sempre se coadunam com a maneira adequada de se educar. Sendo a mãe o espelho de exemplos para os filhos é fundamental que esta tenha uma postura harmoniosa e condizente com o papel que possuí. Caros amigos e leitores precisamos urgentemente revertermos este quadro. Quando cito acima a questão da desagregação familiar o faço percebendo o quanto é grave e como isto tem influenciado de maneira negativa as relações humanas. Somente através das relações harmoniosas é que conseguiremos obter êxito em nossas lutas. Sempre procuro tratar das temáticas com a máxima propriedade e neste caso deixo o link do artigo em, 12/05/2013 aonde contei um pouco sobre minha história de vida. Segue o link: http://jluciano442.blogspot.com/2013/05/dia-das-maes_12.html

  Conclusão, a realidade atual é muito preocupante e falar somente de nada vai adiantar se não houver atitudes pontuais, que caminhem lado a lado com este ideal de educação e valores. Algo tão sagrado. Desejo a todas as mães do brasil e do mundo um feliz dias mães e um abençoado dia a todos!!!


João Luciano Silva da Costa.




1 de maio de 2017

O dia do trabalhador e os desafios no Brasil


 
  Dia nobre. A importância desta data dispensa comentários. Contudo, atualmente é muito difícil olhar para o Brasil especificamente e falar sobre o dia do trabalhador, haja vista, os milhões e milhões de desempregados que para sobreviverem são subjugados a trabalhos subumanos, pois a escassez de trabalho formal, com carteira assinada tem imperado e o elevado grau de miserabilidade crescido ainda mais. Sem falar em diversos outros aspectos, tais como corrupção etc. O Brasil é um país de proporções continentais e de riquezas naturais que contradizem o triste quadro de desolação socioeconômica no qual se encontra. Assistam por gentileza, ao vídeo abaixo:



  Revolta-me tratar de uma temática antiga e que a cada ano enseja um debate que ao invés de demonstrar boas perspectivas, revela-nos um preocupante quadro de caos e desordem o que lamentavelmente não se coaduna com os dizeres " Ordem e Progresso", que fazem parte da bandeira brasileira, como segue em tela.  As questões econômicas e sociais que se tornaram crônicas, por conta da absurda corrupção praticada por um seguimento de políticos que dilapidaram o patrimônio público da maneira mais podre que se pode imaginar. Roubos através de ações obscuras. Algo repugnante e inaceitável. Nada disso era pra existir se as leis fossem aplicadas como se deve e, sobretudo se nas leis não houvesse tantas brechas, ou seja, caminhos para que os advogados consigam inocentar ou mesmo fazerem “manobras tidas como legais”, para obterem a liberdade de políticos corruptos. O que conclamo aqui é que as leis sejam revistas e reformuladas a fim de que todos sejam tratados de maneira igual como bem prevê o princípio da isonomia estabelecido no artigo 5° da Constituição Federal em que todos, sem qualquer distinção deve ser julgado de acordo com o princípio do contraditório e da ampla defesa conforme bem estabelece o artigo 5° inciso LV da Constituição Federal

  Com base nestas perspectivas cabe a cada um de nós, cidadãos brasileiros, analisar com a devida parcimônia e agir através de atitudes efetivas mobilizando-se de forma pacífica a fim de que haja a reivindicação de direitos que são essenciais, pois todo ser humano precisa de trabalho, mas necessita também de um sistema de saúde digno, assim como educação e segurança. Desejo a todos um feliz dia do trabalhador!!!


João Luciano Silva da Costa. 




16 de abril de 2017

A Páscoa e a sua verdadeira essência

  
  A imagem em tela mostra a bíblia em pergaminho como era na época de Cristo. Não estou e jamais quero aqui, estabelecer uma divisão entre religiões, mas sim ilustrar os mandamentos cristãos, haja vista que, trata-se da palavra de Deus que é a pedra angular. A base de tudo. Isto posto, Infelizmente á Páscoa, assim como outras datas importantes, tornou-se um meio para se promover o consumo desenfreado e desnecessário. Com isto o foco no verdadeiro sentido da Páscoa, que é a celebração da ressurreição de nosso Senhor e salvador Jesus Cristo fica desviado e, portanto, o que é tão sagrado é deixado para segundo plano. Fato inadmissível. Costumeiramente, muitos presenteiam familiares e amigos com chocolates. Não tenho nada contra em absoluto, desde que, o principal seja celebrado que é a ressurreição de Cristo. O que me impressiona é ver, que todos os anos a ritualística é a mesma, sem que haja no mínimo um questionamento da existência e da importância da comemoração em pauta. Assistam ao vídeo abaixo, aonde falo um pouco mais a acerca do assunto:



  Não estou aqui, para defender este ou aquele credo religioso, mas sim para incitar as pessoas a pensarem, raciocinarem sobre o sentido das coisas. A Páscoa é um momento para profunda reflexão, adoração a Deus, respeito não a doutrinas de homens, mas sim ao que reza a palavra de Deus no que refere-se aos mandamentos, pois observo que atitudes que dizem respeito ao amor têm ficado mais escassas e a semana santa por mais sagrada que seja não deixa infelizmente de figurar dentre datas que deixaram de serem comemoradas como se deveria. Na bíblia em Mateus:capítulo 22, verso 37 está o primeiro mandamento: "Amarás ao Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a sua alma e com todo o teu entendimento". Já no verso seguinte, 39, o segundo mandamento: Amarás teu próximo como a ti mesmo. A partir desta base cabe a cada um fazer uma autoanálise e perceber se tem sido capaz de exercer este amor a Deus e ao próximo de maneira incondicional. Sem querer nada em troca, pois esta sim é a essência do amor verdadeiro e a essência da Páscoa. No passado o que se estava em questão transcendia a meros rituais de adoração e a compra de presentes. A semana de páscoa era tratada com o devido respeito e as pessoas tinham um formalismo em razão do entendimento que possuíam sobre a data. Atualmente é algo raro haver isso. O respeito, e não falo aqui de uma convenção estabelecida, mas de um amor genuíno era intrínseco as pessoas. Com o advento da internet, o avanço do capitalismo e o desamor boa parte da humanidade perdeu a conexão com os verdadeiros valores da vida. Não falo de padrões, convenções e nada ligado a regras pré estabelecidas, mas sim de um tempo em que se vivia de verdade, pois havia sentimento e não frieza. 

   Enfim, a conclusão que tenho é a de que o esfriamento tem se proliferado e aumentado na sua intensidade. Como consequência temos tido cada vez mais desamor e indiferença no seio da humanidade. Não adentrarei a questões mais específicas por uma razão óbvia, a ideia em pauta é falar do amor e levá-lo e não gerar uma polêmica desnecessária e improdutiva. Reflitam! Desejo uma feliz Páscoa a todos que acompanham o meu trabalho no Brasil e no mundo!!!


João Luciano Silva da Costa.



7 de abril de 2017

A crise econômica e o aumento da miséria

   

 Diante da caótica realidade econômica e de poucas perspectivas precisamos ter enraizado dentro de nós, a chama da fé em Deus, independente de seguimento religioso, para seguirmos resilientes, com foco e determinação. Infelizmente, trata-se de uma circunstância cuja a qual milhões de pessoas do Brasil e do mundo estão vivenciando. Lamento quando vejo pessoas padecendo sem ter o básico, pois ter o mínimo é um direito essencial a que todos devem ter acesso. Aliás, a própria Constituição Federal Brasileira estabelece isso.

   A grande questão é que infelizmente muitos ainda vivem a margem do que a lei estabelece por falta de conhecimento, falta de um sistema judiciário célere, ausência do poder público e da cobrança do próprio cidadão. Até quando continuaremos a ver este quadro de absoluta miséria e abandono? Até quando só pobres ajudaram outros pobres com o pouquíssimo que possuem? Quando uma parte do seguimento mais abastado da sociedade vai acordar para compreender o quanto é importante ajudar e daí se engajar para promover projetos sociais? Sem generalizar, poucos são os que possuem um bom poder aquisitivo e contribuem. Não digo que as pessoas tenham que dar nada a alguém. Pelo contrário. Na minha concepção, podemos dar instrumentos e isto sim é o certo a ser feito para que cada pessoa construa o seu futuro. A ideia é esta. Ah, caros leitores, é uma lastima analisar todo o contexto e ver tantas injustiças. Tudo torna-se ainda pior ao perceber que se cada um fizesse um pouquinho que fosse não viveríamos em um mundo tão desigual. Que Deus, independente de credo religioso possa tocar em cada coração e reverter está situação. Sei também que, muitos justificam suas frustrações em Deus, no passado não muito feliz que tiveram, falta disto ou daquilo, porém somente quando puxamos para nós a responsabilidade passamos da condição de meros coadjuvantes para figurarmos na lista dos que passam pela vida e fazem história e deixam um legado.  Infelizmente a miséria tornou-se algo crônico e é tratada de maneira banalizada por boa parte dos governantes brasileiros e em alguns países no mundo. Há uma carência de políticas públicas para criar meios a fim de que o menos favorecido tenha trabalho, qualificação e adquira dignidade de vida. Claro que, adentrando a questões isoladas observaremos pessoas que preferem viver nas ruas, recebendo esmolas a ter que trabalhar. Neste último caso trata-se de acomodação. Contudo, ao olhar para o Brasil de um modo geral, é inaceitável que vivamos em um país tão vasto em riquezas naturais e vejamos tantos contrastes socioeconômicos. Defendo a criação de projetos sociais que beneficiem as pessoas mais carentes dentre as quais, um que era encabeçado todos os anos pelo saudoso sociólogo Herbet de Souza, mas conhecido como Betinho, o projeto: "Natal sem fome". O intuito é dar ao povo de um modo geral, dignidade. Dignidade é a palavra de ordem para dar a todos e não somente a alguns o devido sentimento de importância e independência através do trabalho. No entanto, falar do tema em pauta gera em mim indignação, haja vista, o quadro de absoluta corrupção no qual o Brasil se encontra, e, se não bastasse ainda temos que lidar com uma realidade marcada pelo desperdício de comida e de uma distribuição de riqueza absolutamente desigual. Isso é injusto demais. 

Espero que a educação de que tanto almejo para o nosso Brasil e todos no mundo libertem muitas pessoas da alienação do saber, e que com isso possamos trilhar rumo a um país mais justo e igualitário. Sei que esta linha de pensamento pode parecer utópica, mas é plenamente possível através da reformulação de ideias e de uma visão humanística. Que as pessoas que possuem uma vida abastada ajudem os que menos possuem, pois a meu ver, ajudar o próximo a dar os primeiros passos é ajudar a si mesmo, uma vez que, a vida dar voltas.  Reflitam e tenham um excelente dia! 



João Luciano Silva da Costa. 




23 de março de 2017

O Sistema Carcerário Brasileiro e a Ressocialização

   
  A Constituição Federal Brasileira  estabelece no artigo 1° inciso III a dignidade da pessoa humana e no artigo 5° inciso XLIX também da Constituição, que: É assegurado aos presos o respeito à integridade física e moral. Sem falar no que determina o (CNJ) Conselho Nacional de Justiça no tange a medidas socioeducativas através da lei: 12.106/2009 presente no link que segue: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Lei/L12106.htm. A partir deste prisma fico a questionar-me sobre vários aspectos, dentre os quais: Como poderá haver um processo de ressocialização de um preso se este, é maltratado e não tem ocupação e atendimento psicológico  a fim de que o mesmo seja levado a refletir sobre os seus atos e sobre a importância do arrependimento e o sentido da vida?  Como ressocializar alguém, dentro de um sistema carcerário sucateado e com superlotação? Outra questão são as leis ultrapassadas e que não se coadunam com a presente realidade. O preceito de que todos devem ser tratados com dignidade é a meu ver, um princípio basilar. Sei que muitos pensarão que é um absurdo esta linha de raciocínio, na qual o preso tem que ter direito a tratamento digno, uma vez que, este tenha cometido crime ou crimes. Contudo, na minha concepção, a transformação da mentalidade do preso dependerá de um sistema carcerário eficaz e não de um sistema que o submeta  a um tratamento desumano que em tese, o tornará ainda mais revoltado e violento do que quando ingressou na prisão. Não estou aqui,  para defender a quem quer que seja. Jamais. O que apregou aqui, visa a promover a política de um sistema prisional que produza efeitos. Do contrário a humanidade estará fadada a ficar sujeita a perpetuação do referido sistema. Penso que, justiça deve ser cumprida. Um dos maiores líderes negros do mundo: Nelson Mandela ficou preso por 27 anos por ter lutado pela liberdade e contra a opressão racial feita pelo regime do apartheid: Regime de segregação racial, ou seja, separação entre negros e brancos por conta do preconceito. Ou seja, Mandela foi e sempre será um exemplo memorável e notável de um ser humano que lutou pelo próximo, foi preso e mesmo na prisão nunca se abateu e por sua bravura deu a volta por cima e após 27 anos em um cárcere este sai e prega o amor mesmo diante do desamor. Trata-se da mais absoluta prova de que a ressocialização é possível. Um homem a frente de sua era. Certa vez, Nelson Mandela disse: Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.  

 Concordo com a punição legal.  O propósito desta tese é  levar todos a uma profundo reflexão com o intuito de produzir efeitos positivos, o fomento da paz mundial e a erradicação da violência.  Volto a dizer: não estou e nem tenho a pretensão de fazer a defesa de quem quer que seja, mas entendo que não será com desumanidade e violência que uma instituição carcerária cumprirá o fim para o qual foi criada que é o de reintegrar um ser humano a sociedade, pronto para um nova vida.  Caros leitores, os presídios tornaram-se grandes faculdades do crime. A tendência é que uma pessoa tratada com violência torne-se ainda mais violenta, ainda que aos olhos de muitos tenha valia a lei de Talião que estabelece que vivamos em um mundo aonde tratemos as pessoas sob a seguinte perspectiva: “Olho por olho e dente por dente”, não posso como humilde conhecedor das leis e, sobretudo de ter bom senso, concordar com está visão que não contribui em nada com o progresso da humanidade. Quem pratica um crime tem em absoluto, que pagar por seus atos, mas há que se observar na dosimetria legal o princípio da razoabilidade que estabelecem uma relação entre o crime praticado e a pena propriamente dita. Sou contra que um criminoso tenha boa vida. Praticou crime, tem que pagar, mas até para que se aplique medidas punitivas, temos que analisar se o criminoso no cumprimento da mesma, está tendo atitudes positivas e mudanças plausíveis para ser posto em liberdade. Não podemos fazer das prisões, verdadeiros depósitos de pessoas. Tem que haver dentro dessas prisões ocupações, bem como diversos cursos que prepare o detento. Admitir que o aumento da violência se dá por conta da falta de reformulação do sistema em pauta, ninguém reconhece ou ao menos questiona.

  Sou absolutamente contra a qualquer tipo de benesses para um criminoso, agora luto para que tenhamos a consciência de que, não será com violência que resolveremos os males sociais da nossa humanidade.  Reflitam e tenham um excelente dia!!!


João Luciano Silva da Costa.



8 de março de 2017

Reflexão sobre o Dia Internacional das Mulheres

    
 
  Mulheres: por mais que se faça e existam mensagens prontas sobre o que se convencionou chamar: dia internacional das Mulheres, penso que, nunca houve e nunca haverá uma palavra exata que descreva com a devida profundidade a importância das mesmas dentro do contexto da humanidade. 

  As mulheres desempenham em seu dia a dia um papel extraordinário na vida do homem e da humanidade através de sua dedicação, carinho e esmero no trato que despensa aos filhos e em tudo que realiza. Apesar das inúmeras tarefas que a mesma, possuí de longe fica difícil encontrar algo que expresse a grandiosidade de seu valor. As mulheres levam e estabelecem a harmonia dentro das relações humanas e têm por natureza a singeleza e capacidade de tornar a vida mais leve. Infelizmente nem todas podem ser inclusas na lista de mulheres especiais, pois nem todas possuem tal singeleza e nem muito menos tal expertise. Contudo, a vida é assim. Tecer qualquer palavra seria redundância aqui, pois se trataria de firulas algo que não se coaduna com meu perfil. A meu ver, não existem palavras prontas ou bens materiais que possa agradar e dimensionar o verdadeiro valor de uma mulher que não sejam as atitudes. As atitudes sim, por si só demonstram e dispensam qualquer palavra. Portanto, neste dia em que todos comemoram o dia das mulheres faço aqui um chamamento à reflexão, pois na minha concepção o dia das mulheres deve ser comemorado todos os dias, pois a mulher que trabalha, brinca, ama, suaviza a vida, se dedica de maneira incondicional merece ser lembrada e tratada como tal, sempre. Reflitam.

  Conclusão, na vida e em datas como esta vemos palavras e mais palavras, no entanto, as palavras nunca terão o poder das atitudes. Desejo um excelente dia a todas as mulheres do mundo!!!



João Luciano Silva da Costa.



5 de março de 2017

Os animais e o lamentável retrospecto da vida real


    
   
  Na qualidade de defensor dos animais, trago a baila novamente, a questão dos cães da raça Beagle, cães amáveis que foram submetidos a situações degradantes no Instituto Royal, instituição que contou com o apoio de ativistas, há três anos na matéria que foi veiculada pelo programa “Conexão Repórter”, do SBT do jornalista Roberto Cabrini e que foi objeto de um artigo que eu fiz há época. Segue o link: http://jluciano442.blogspot.com.br/2013/11/instituto-royal-o-temor-dos-animais.html. Toda e qualquer forma de maus tratos a estes que só nos dão amor e carinho, sem nada querer em troca! Uma prova inquestionável do quanto nós, seres humanos, temos a aprender com as atitudes tão espontâneas de lealdade e companheirismo com que estes animaizinhos se doam a todos. Digo isto, pois estes animais só fazem o bem e, no entanto, são vítimas de verdadeiros monstros, certos seres humanos, desprovidos de qualquer sentimento e que se investem de um poder como se fossem Semideuses. Com isso, ditam regras, sentenciam e executam animais com a desculpa esfarrapada de que tudo é em prol do bem comum, para salvar vidas por meio de experimentos científicos para descoberta de medicamentos que erradiquem determinadas doenças. Assim como muitos ativistas, eu também sou contra a isso, pois de fato o que está em voga é o enriquecimento da indústria farmacêutica. Assistam abaixo matéria que foi ao ar no programa “Conexão Repórter”, apresentado pelo jornalista Roberto Cabrini, que faz um retrospecto do que ocorreu há três anos e como estão os personagens da referida matéria atualmente:




   Penso que, a erradicação de doenças, passa indiscutivelmente, pela compreensão das pessoas do quanto é fundamental ter uma boa alimentação, como diz a apresentadora e ativista Cristina Mel.  O problema, é que não há uma educação neste sentido. As crianças já crescem com péssimos hábitos alimentares, através de uma dieta rica em gorduras diversas, que são utilizadas na fritura de alimentos, sem falar nos hambúrgueres com fritas que se tornaram uma verdadeira febre no Brasil e no mundo, através dos Fast Food, uma ideia comprada, como muitas outras, dos americanos, o que a rigor, resulta em adultos obesos, com diversos problemas de saúde, tais como: hipertensão, diabetes dentre uma série de outras doenças. Quero deixar claro aqui, que não estou querendo julgar os americanos, até porque não se trata de um julgamento, mas de um fato que precisa ser pensado, pois o que está em questão é a vida dos animais e a saúde da humanidade! Defendo teses há anos e esta, sem dúvidas, é umas das temáticas  que tenho orgulho, por se tratar da defesa  dos animais. No entanto, também é dolorosa, porque para mim esta realidade, como outras que defendo sequer deveriam ser imaginadas. 

  Conclusão, o sentido da vida se dá quando de fato e de verdade, somos idealistas racionais e praticantes, ou seja, sensatos e saímos em campo na defesa incisiva e destemida do que acreditamos. Que a humanidade reflita sobre o tema em pauta e que surjam mais e mais ativistas que encabecem campanhas e lutem pelos direitos dos animais. Desejo a todos um excelente dia!!!


João Luciano Silva da Costa.




4 de fevereiro de 2017

O amor se constrói com carinho e atitudes

   
Ao longo da vida temos sinais sobre diversos aspectos e com o amor não é diferente. Contudo, o amor se alicerça na mutualidade de sentimentos, ao passo que outros aspectos servem de leme para o destino de nossas finalidades. Ao lançar-se para o amor e para os nossos objetivos é importante que creiamos e tenhamos, sobretudo, atitudes capazes de trazer até nós o amor, bem como tornar reais cada um de nossos sonhos. O que muitos não percebem é que os sinais do amor, assim como os demais sinais estão mais visíveis do que nunca. Basta que nos atentemo-nos e em seguida tomemos um posicionamento. O problema é que muitos desanimam no meio do caminho. Procurar o amor de sua vida e tentar alcançar os seus objetivos é algo que precisa ser feito com prudência através do uso da racionalidade, sem deixar de lado a emoção, pois esta por sua vez dá sabor à vida e sentido a tudo. Penso que, o amor é como uma rosa que precisa ser regada todos os dias. Do contrário, tal sentimento, tão sublime, se esfria e perde a sua essência pratica na vida humana. Esta percepção vale para todos os aspectos dentro do contexto das relações humanas, uma vez que, zelar pelas amizades e ter gratidão pelas pessoas que conhecemos ao longo da vida é algo fundamental. Muitos valorizam tudo e deixam o bem mais precioso que é o amor ao próximo de lado. Esquecem-se de que sem amor é impossível viver uma vida plena.  

  Não há história de amor que se desenhe no vazio. Somente através de palavras sem praticas é impossível a sobrevivência de um amor. Quando falo de praticas não refiro-me somente a preocupação que um deve ter para com o outro, mas do carinho que deve existir no trato que um oferece ao outro. Não consigo imaginar uma relação sem a demonstração de carinho, pois seria algo cartesiano e não algo afetuoso. A afetuosidade, ou seja, o carinho, o olhar, a consideração, uma mínima ligação ao longo do dia fazem toda a diferença em uma relação amorosa. É impossível manter a chama do amor acesa sem praticas diárias. Sem falar no respeito mútuo. Somente a partir de atitudes consistentes e capazes de confirmar cada palavra expressada é possível viver uma linda história de amor. Não adianta caminhar pelo meio termo. No campo do amor é necessário que caminhemos, assim como em tudo, com a mais absoluta segurança do que somos e queremos, sem deixar de ter a consciência de que é imprescindível fazer feliz a quem amamos. Lógico que, vez ou outra, surgirão às dificuldades e os conflitos, pois não somos iguais, razão pela qual existe a diversidade. Entretanto, transpor tais barreiras revela o verdadeiro sentido da palavra amor que transcende a mera beleza da palavra em si. A cumplicidade e tolerância nascerão do diálogo, em alguns casos do silêncio a fim de que, um não magoe o outro e, sobretudo a Deus, pois nele temos o norte de tudo. 

  Penso que, sempre será necessário o diálogo, porque dele que as arestas são aparadas e eventuais ressentimentos são superados e a chama do amor se mantém viva. No entanto, lembrem-se: antes de querer fazer alguém feliz, seja feliz e isto por si só sustentará todas as relações humanas das quais vocês façam ou virão a fazer parte. Isto é desenhar uma linda história de amor através das atitudes. 



João Luciano Silva da Costa.



20 de janeiro de 2017

Uma perda a ser refletida

  
  O falecimento de maneira trágica e sem precedentes do eminente Dr. Ministro do STF (Supremo Tribunal de Justiça): Teori Zavascki deixa-nos órfãos de um cidadão que militou com absoluta propriedade em defesa do cumprimento do direito, pautando-se pela coesão, sensatez e sabedoria. Imparcialidade e discrição foram também às marcas registradas de seu legado que, certamente ficará registrado nos anais do STF (Supremo Tribunal Federal) e dentro do mundo jurídico. Que os poucos que possuem a destemida coragem do supra magistrado possam continuar a fazer o cumprimento das leis, a fim de que a batalha pela justiça de um mundo melhor para todos nunca cesse.

  O Brasil passa por um de seus piores momentos. As crises que se seguem tomam um vulto cada vez maior, o que é assustador, pois me questiono sobre o que será da geração atual e da geração futura. É uma lastima a perda de homens que como o referido magistrado Teori Zavascki ainda possui hombridade e coragem para utilizarem o poder que possuem para encarar os criminosos que figuram no cenário político de nosso país. Políticos que só fazem roubar e roubar fazendo ruir as bases de um país que possuí tudo para dar certo. Como brasileiro lamento o ponto em que chegamos e utilizo-me de minha página para tecer palavras que façam com que todos possam de certo modo refletirem sobre todo o contexto relativo a saúde, educação, emprego dentre vários outros fatores. Além de o Brasil ter tido a perda de um brilhante magistrado, teve, sobretudo, a perda de um ser humano de bem. Não o conheci, mas pude ler sobre sua trajetória e perceber o brilhantismo, coragem e galhardia com que o nobre magistrado defendeu e vinda fazendo a manutenção da lei e da justiça no trabalho incansável como relator que era do processo ultra importante da “Lava Jato”. Processo que tem e tende a revelar o restante do seguimento pobre da política nacional e a reformular a política brasileira. 

  Sem mais, deixou aqui a minha mais sincera e profunda manifestação de pesar a família, amigos e a todos do meio jurídico. Penso que, um homem não se notabiliza pelo que pensa em fazer, mas sim pelo que faz. Desejo que Deus, independente de credo religioso, dê paz, conforto e muita força para que todos sigam em frente. Reflitam. 


João Luciano Silva da Costa.




7 de janeiro de 2017

A Materialismo e o Crescimento do Desamor



 Um mundo onde as pessoas, sem generalizar estão sob a sombra do materialismo, desamor e da indiferença. Uma indiferença que percebo no tratamento que um oferece ao outro nas relações sociais do dia a dia. Lamentavelmente o materialismo tem  ganhado cada vez mais espaço. Observo com tristeza a forma com que muitos deixam para segundo plano, pessoas que tanto dizem amar, datas comemorativas que são únicas, a brisa do mar, bem como momentos fundamentais que nunca mais voltaram. Isso mesmo. Não voltaram. Infelizmente é em meio a esta realidade de desamor que vivemos nos dias atuais. Com base nisso que começo a tessitura do texto em pauta fazendo menção do valor a família, amigos, aos momentos e levar todos a refletirem que o dinheiro nunca foi e jamais será tudo, e da importância, sobretudo de se valorizar as relações humanas em busca de um mundo melhor onde as pessoas se escutam mais, se interajam e vivam uma vida verdadeiramente saudável.

  A correria frenética e desenfreada em busca do dinheiro e do sucesso tem feito com que milhões de pessoas se esqueçam do principal e com isso temos presenciado o esfriamento das relações humanas, no seio da humanidade. O que muitos não percebem é que apesar de o dinheiro ser a mola que impulsiona o crescimento da economia, bem como é o meio para que todos tenham uma vida mais confortável, jamais substituí e substituirá um afago puro e sincero. Nada paga um momento por mais rápido que seja, ao longo do dia, receber um telefonema e ouvir singelas palavras tais: Como você está? Eu te amo. Coisas tão simples, mas que fazem toda a diferença. Sabe caros (as) leitores, não existem desculpas para tais atitudes quando há amor verdadeiro. O problema é que as pessoas andam mergulhadas em um mar de preocupações, esfriamento consigo mesmo, individualismo dentre tantos outros problemas que acabam por esquecer que nada justificará a frieza com que se tratam, tratam o seu próximo e valorizam o bem tão precioso que Deus nos deu que é a vida. Coisas que ficam na conta do tempo, mas que cedo ou tarde paga-se um alto preço. Hoje muitas pessoas podem usar a desculpa da falta de tempo dentre outras coisas, como justificativa, mas existirá um tempo em que por terem tido como palavra de ordem em suas vidas, a desculpa, o preço será altíssimo. Nada refaz momentos simples, mas agradabilíssimos. Sem falar na atenção que se deve oferecer a Deus, independente de credo religioso. Até porque não prego aqui, sobre religião, pois de religião o mundo está cheio, assim como de hipócritas. Falo de Deus no sentido amplo da palavra até porque cada nação possuí a sua religião e entendimento particular acerca da espiritualidade. 

   Nos dias de hoje, mais do que nunca é muito importante que o ser humano se incline a entender o sentido da vida, como por exemplo: onde está e aonde deseja chegar. Contudo, jamais devemos deixarmos de sermos pacificadores,a fim de que, as relações humanas sejam harmônicas e produzam a tão sonhada paz. Que nunca, por conta do desamor no mundo e da violência a paz e o amor não sejam um sonho distante, mas sim algo, que seja buscado por cada um de nós incansavelmente. Tenham um excelente dia!!!


João Luciano Silva da Costa.




23 de dezembro de 2016

Natal e Ano Novo: Momento de reflexão




Datas lindas, pois se em uma, celebramos o nascimento de Jesus Cristo na outra, contemplamos a chegada de um novo ano. Datas especiais, mas que, no entanto, merecem por conta dos últimos acontecimentos, que façamos uma profunda e consistente reflexão. Lembro-me que, já fiz aqui, em anos anteriores, textos voltados para a compreensão do sentido de ambas as datas, mas hoje percebo que ao fazer um retrospecto poucos são os resultados obtidos o que é lamentável. Trata-se de uma percepção de como tem sido a evolução humana. As pessoas estão cada vez mais distantes do sentido real das referidas datas comemorativas tão importantes para o caminho evolutivo da humanidade como um todo. Não se tratam meramente de comemorações, mas sim de pontos a serem avaliados e levados a sério. 

  Eu poderia enumerar uma gama de coisas aqui, mas prefiro ser sucinto e dizer que, o natal nos leva a pensar e repensar sobre diversas questões, dentre as quais o nascimento de Jesus Cristo e o Ano Novo, o que nos projeta para uma nova era que se aproxima. Onde se almeja mudanças e progresso, contudo, se não bastasse ambas nos remetem para o amor ao próximo, a solidariedade e para o quanto é fundamental que nos coloquemos no lugar do outro. Infelizmente, por ser uma dificuldade de muitos, fazer o exercício de colocar-se no lugar do outro, as dificuldades de cooperação tornam-se mais difíceis e o exercício da tolerância cada vez mais distante. As dificuldades de se construir um mundo melhor com valores essenciais e o estabelecimento da tão sonhada paz mundial, são possíveis, desde que, cada um faça a sua parte. Não adianta dar presentes, ter uma mesa farta se não houver amor nos corações.

  Enfim, desejo a todos do Brasil e do mundo, um natal repleto de paz, amor, saúde, realizações e de plena harmonia. Espero que os que possuem muito repartam com quem nada tem e o que nada tem, não deixe morrer a chama da fé, pois tudo no fim acaba sendo um aprendizado e serve de lição de vida para outras pessoas. Feliz natal e um ano de 2017 de muitas felicidades a todos!!!


João Luciano Silva da Costa.



16 de dezembro de 2016

A estrada da vida e o termômetro do amor

 
 Milhares de pessoas perdem a oportunidade ímpar de viver uma linda história de amor por conta dos fantasmas que a rondam, roubando-lhe o tempo e a vida. Tempo e vida são tão preciosos e não voltam. A estrada da vida e o termômetro do amor demonstram tudo isso. A recíproca do amor é elemento básico em uma relação. Amar é algo sublime. O amor por sua vez, é como uma flor que precisa ser regada a cada dia senão morre. Outra coisa: O amor precisa ser vivido de maneira sábia, pois do contrário pode levar uma pessoa a destruição. No entanto, na vida, para tudo há uma escolha.  Não restrinja sua vida somente a um sentimento, pois a vida precisa ser vivida com os pés no chão. A razão é a bússola que direciona o ser humano em meio as suas escolhas, inclusive, a viver em um relacionamento de qualidade. Não despreze esta bússola, pois a bússola que cunho chamar aqui, nada mais é do que Deus, independente de religião. Ele é quem dota-nos de sentimentos e também do poder de raciocínio a fim de que, a partir daí tenhamos base para tomar as nossas decisões. 

  Imagino que seja algo muito triste amar e não ser é amado, porém em tudo e para tudo há um propósito que nem sempre nos é compreensível, mas que tem seus fundamentos. Muitas vezes somos projetados pelas circunstâncias e escolhas que fazemos para situações contrárias as nossas vontades, mas que, no entanto, possuem todo um sentido que um dia irá descortinar-se diante dos nossos olhos. Uma coisa é fato, os sofrimentos são ferramental para o aprimoramento e crescimento pessoal de qualquer indivíduo dentro desta ampla e complexa escola da vida da qual fazemos parte. Enfim, deixo aqui a minha singela tessitura acerca de uma temática tão complexa e relevante dentro do contexto das relações humanas. Discorri de maneira breve de modo a não ser uma leitura entediante. O assunto em pauta é vasto e longo, mas que precisa ser tratado com o devido tempo em uma palestra ou algo do tipo. Desejo a todos os que estão amando que o façam ainda mais e que sejam felizes em suas escolhas e tenham ao seu lado alguém que mereça e corresponda à altura o seu amor. Aos que buscam um amor, ajam com sabedoria e sem pressa.

 Tudo surgi na hora certa. Já os que amam e estão sendo preteridos, ou seja, deixados para segundo plano, usem o raciocínio e trate de rever seus conceitos e redefinir a vida porque depois a conta fica impagável, pois tempo é uma riqueza sem precedentes e vida você só tem uma. Atribuo estas palavras a Deus, pois até aqui ele tem me ajudado e me dado inspirações para levar a todos do Brasil e do mundo o amor. Nunca esqueça que Deus nos criou para que sejamos felizes. Tenham um excelente dia!!!


João Luciano Silva da Costa.




7 de dezembro de 2016

As fatalidades e os seus ensinamentos



 Acompanhei com pesar, assim como todos no mundo, a tragédia que se abateu sobre jovens jogadores da Associação Chapecoense de Futebol e dos jornalistas que estavam no mesmo voo fazendo a cobertura de todo o evento. Saíram da Bolívia, embarcaram para a Colômbia e sequer poderiam cogitar que esta seria a ultima viagem de suas vidas. Procuro de tudo tirar uma lição, um ensinamento ou algo do tipo e neste caso não poderia deixar de extrair alguns sinais que percebi. Muitos não compreendem como que as coisas se dão e muito menos sua razão. Contudo, realmente existem fatos que sempre deixarão um ponto de interrogação, pois se tratam de mistérios que fazem parte do curso da vida. Vida esta que é tão passageira. Friso, passageira, palavra que explica bem a vida e o sentido que me levou a fazer a tessitura do texto em pauta, pois muitos no afã do momento, em busca de seus sonhos se esquecem da humildade, do amor ao próximo, de agir com humanidade, de se perdoar, de perdoar e amar. 

   Refleti um pouco antes de escrever este artigo, pois a mídia já cobriu tanto a causa em questão. No entanto, a meu ver, tudo que trata da evolução humana merece atenção especial e a proposta que trago aqui tem um viés puramente reflexivo e o profundo intuito de que todos nós nos permitamos separar um minuto que seja, do tempo que temos para raciocinar sobre o verdadeiro sentido da vida, como a tratamos, o que fazemos pelas pessoas que dizemos amar e se dizemos que a amamos com atitudes e palavras, coisa que para mim são elementares e que retratam o verdadeiro sentido de nossa existência. Na verdade, tal fatalidade aqui referida leva-nos a pensar e repensar literalmente sobre tudo e a darmos valor a cada segundo, minuto, hora e dia vivido. Infelizmente, muitos para acordarem para a vida precisam de acontecimentos como estes. Muito me custa escrever o texto em pauta. São perdas inestimáveis. Não conheci estas pessoas que faleceram, mas posso imaginar a dor que assolou e assola essas famílias tão maravilhosas que em um gesto tão lindo despediram de seus heróis. Impressionante e belo também foi o carinho oferecido pelos milhões de brasileiros aos familiares, amigos e ao povo da cidade de Chapecó. Não posso deixar de destacar a nobreza do Povo Colombiano que de maneira admirável prestaram solidariedade, calorosas homenagens e vestiram a camisa da "Associação Chapecoense de Futebol”, sem ao menos fazerem parte do mesma. Uma prova de humildade e de que ainda existem muitos seres humanos bons em nosso mundo. Sei que atualmente vivemos tempos maus, momentos de alto grau de desemprego, miserabilidade e de um lamentável e avassalador esfriamento do amor no coração de muitos. 

   Sem mais palavras, deixo aqui os meus mais sinceros e profundos sentimentos e o pedido a Deus de que dê aos familiares, amigos desses nobres jogadores e a todos da Associação Chapecoense  de Futebol, ainda mais forças a fim de que prossigam nessa nova jornada. Independente, de credo religioso faço o desfecho deste artigo com a frase da brasileira irmã Dulce, mulher sábia e que sempre será uma notável figura: “O mundo seria melhor se existisse mais amor”.



João Luciano Silva da Costa.




22 de novembro de 2016

Blog: Uma história de solidez construída com o tempo

     
  No último dia, 05 de novembro do presente mês, fez quatro anos, que com muito amor, inspiração e dedicação, que venho desenvolvendo o meu trabalho como escritor por meio de meu blog e fanpage, com textos nascidos de inspirações dadas por Deus, independente de religião, e provenientes de muito estudo e embasamento acadêmico. Escrever é fascinante que me dá muito prazer, pois me proporciona momentos de reflexão sobre a vida e tudo que aprendi, tenho aprendido com a vida, uma vez que, somos seres em eterno processo de construção. 

  Escrever é desafiante em meio a tantos nomes de alto relevo social da escrita, mas nada impossível quando se faz o que se ama e se repassa ao próximo, lições de aprendizados de toda uma vida e de todo um sacrifício advindo de um histórico de muito estudo. Sempre tive amor pela escrita, mas tornar meus escritos públicos é algo que abracei há exatos quatro anos. Vale frisar, que existe uma diferença muito grande entre os escritos públicos dos que escrevemos sem compromissos, pois ao tecer palavras de impacto dado o tema que está sendo tratado, o autor precisa ter muito tato com as palavras, pois elas possuem um poder incomensurável de projetar as pessoas para uma mudança de percepção quanto à vida, bem como o de levá-las a serem radicalistas. Digo isto, pois ao se escrever algo e adquirir notoriedade, o escritor passa a figurar entre as personalidades formadoras de opinião. Daí a responsabilidade de se saber minimamente sobre o que se está escrevendo e dá preocupação de levar algo que conduza as pessoas a refletir e a reformular suas maneiras de pensar e agir frente aos dilemas da vida. Trata-se da imperiosa necessidade de utilizar as palavras de modo a fazer com que as pessoas despertem para praticas que dão sentido a vida. Isto sim é escrever com propriedade e não se valer de assuntos polêmicos para causar. A polêmica serve para levar as pessoas a ações concretas com a finalidade de produzir um efeito revolucionário e necessário para o bem comum, ou seja, o bem de todos.

  Enfim, quero demonstrar aqui a minha imensa gratidão a todos do Brasil, dos mais de 80 países que acompanham as minhas obras em todo o mundo e, sobretudo a Deus, que até aqui tem me sustentado. O maior legado que um ser humano deixa para a humanidade começa através da verbalização, da escritura das palavras e se materializa de maneira efetiva nas atitudes, logo, viver o que se fala e se escreve é fundamental. Reflitam e tenham um excelente dia!!!



João Luciano Silva da Costa.




10 de outubro de 2016

A importância de se virar a página

     
 Não é uma tarefa fácil, mas certamente é o caminho para a solução de inúmeros dilemas e a cicatrização de feridas no que se refere ao passado. Falamos e falamos... Mas quando o assunto é escutar algo que nos leve a refletir sobre aspectos que jamais pensamos nem sempre nos é agradável, mas está exatamente aí o que proporciona um retrospecto do passado de modo a levar-nos a perceber o quanto que ficar remoendo o passado é retroceder e mergulhar em um profundo e tenebroso abismo. 
  A vida a cada momento descortina a nossa frente uma oportunidade ímpar de se reinventar dentro do contexto social do qual todos nós fazemos parte. Seja através de novas escolhas, adoção de novos comportamentos, reformulação de parte ou tudo que pensamos, permitindo assim com que nós, construamos novas bases e as façamos de maneira sólida. Isso mesmo. Muitas vezes, se refazer é jogar no lixo parte ou quase tudo que não presta e que convencionamos e guardamos em nossa mente. Coisas depressivas, negatividade, traumas, rigidez de pensamento e comportamental, sem falar nos diversos cárceres que são criados na ociosidade e que se incorporam no comportamento de muitos. Ou seja, em certos casos, o próprio indivíduo deixa espaço para que a sua mente seja um depósito de tudo que o faz mal e, o pior é que na maioria dos casos as pessoas nem percebem. Os pensamentos ruins vão ganhando forma e vida dentro da pessoa a ponto de a mesma, achar que o que ela está pensando é normal e isto com o tempo tende a sugar suas forças a ponto de levá-la para o mais absoluto fracasso em todos os campos da vida, o que a rigor, acaba perturbando, desolando e desestruturando a todos que estão ao seu redor. Caros (as) leitor, cabe a todos refletir sobre o que se pensa e as ações que se pratica, pois disto resultará o retrocesso ou sucesso. 

 Enfim, tudo na vida se resume a escolhas feitas e não ao que de ruim se viveu no passado. Somos frutos do que semeamos hoje. Vire a página e reescreva a sua história se perdoando, liberando perdão, dando assim, cor e sabor a sua vida, pois o tempo não para e não volta. Reflitam e tenham um excelente dia!!!


João Luciano Silva da Costa.



2 de setembro de 2016

O Brasil e suas contradições políticas

     
  Que o cenário em tela, Senado Federal, não seja palco de lutas por interesses partidários, como se vê, sem generalizar, mas sim um meio de onde surjam medidas que garantam, protejam e beneficiem o cidadão brasileiro. Os políticos são projetados do seio da nação para lutarem com o povo e para o povo. Contudo, a meu ver, não há um rigoroso processo de investigação por parte do cidadão, sobre a vida pregressa de tais figuras que após serem investidas no poder acabam legislando em causa própria ao invés de lutarem pelos interesses do povo. Com isso fica cada vez mais claro o quanto é fundamental a atuação do povo como fiscal daquele que elege e cobrador do cumprimento do que lhe é prometido em tempos eleitorais. 

  Nos últimos dias, o Brasil vivenciou e sentiu o peso de ter passado por um conturbado, longo e árduo Processo de Impeachment, meio pelo qual um presidente da república é julgado por crime de responsabilidade. Penso o quão é importante a cautela nos debates, haja vista que, o senado federal é uma instituição voltada para que os políticos façam o julgamento cauteloso de projetos de lei, aprovação de orçamentos dentre outros. Neste processo histórico, ficará registrado um julgamento polêmico e por vezes controverso sobre o ponto de vista político. Digo isto porque o Brasil está mergulhado em uma crise que vai além do governo vigente. A bomba estourou agora, no entanto, os problemas são antigos e históricos. Responsabilizar um governo requer que todos que dele fazem parte sejam destituídos e não somente uma parte dele, como foi feito. Vejo um governo ser criminalizado e seu sucessor que faz parte de sua base continuar, portanto precisamos rever todo o contexto, pois para mim o Brasil precisaria de eleições diretas já. Através da apresentação de novas propostas de governo teríamos a oportunidade de votarmos e assim o novo governo teria na sua legislatura presidencial a legitimidade necessária para governar. Volto a dizer, trata-se de um fato controverso e que gera preocupação. Não teço aqui, palavras a fim de incitar as pessoas a serem truculentas, mas para que reflitam sobre seus deveres e venham lutar pelos seus direitos de acordo com a Constituição Federal e as demais leis vigentes. Não farei juízo de valor sobre a regularidade ou não do que foi praticado por este ou qualquer governo, pois na minha concepção o maior julgamento a que um ser humano pode passar está nos terrenos da consciência. Lá sim, o sono é impossível e a paz inexistente, portanto cabe a cada governo e aí me refiro a todos, fazerem uma auto-análise de consciência. No entanto, na condição de cidadão brasileiro, espero que após este referido processo, o Brasil possa sair do imenso retrocesso econômico, social e político no qual está. Diante do exposto, penso que, fica dispensável aqui a menção de qualquer dispositivo legal, pois o que mais foi feito durante todo o processo em pauta é a citação de leis e o embasamento nas mesmas. 

  Isto posto, descortina-se diante de todos nós, a grande e desafiadora oportunidade de se realinhar os valores políticos, reconquistar a credibilidade de investidores no exterior, equalizar a economia, fomentar os programas sociais, a dignidade da pessoa humana, promover a educação e finalmente voltar ao caminho do crescimento e do progresso. Reflitam e tenham um excelente dia!!!


João Luciano Silva da Costa.



11 de julho de 2016

O relógio da vida e a importância de cada segundo



   A vida é algo tão efêmero e tão importante, que descrever o seu sentido aqui certamente é muito pouco diante de sua real grandeza. Contudo, com humildemente irei discorrer um pouco acerca do tema. Muitos perdem um precioso tempo odiando, se digladiando, invejando, disseminando intrigas, espalhando o mal e o fazendo de todas as formas e da maneira mais atroz possível. Infelizmente, as pessoas, sem querer generalizar, gastam e se desgastam com coisas minimamente fúteis e sem nexo. Penso que, ainda que haja bases para que se reclame sobre algo, sempre, há uma maneira de se contorná-lo através da tolerância. Caros amigos, cada segundo, minuto, hora e dia deveriam ser vividos com muita intensidade, porém com sabedoria, utilizados a favor do bem. Bem este que, está diretamente ligado a nós mesmos, pois quando alguém tem ao seu alcance o poder de praticar algo ruim, tem também o poder de escolher pensar, repensar e praticar o bem e, enfim, inúmeros gestos e práticas que são essenciais a boa evolução, de todos nós, seres humanos. Assistam por gentileza, ao vídeo abaixo, veiculado pelo SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) no programa Conexão Repórter do jornalista Roberto Cabrini:


   Sendo assim, o tempo passa e jamais volta! Prova esta se dá nos sentimentos altamente negativos e represados cujos quais, notamos muitos carregar no coração ao longo de toda uma vida! Enfatizo que, os momentos são preciosos, mas infelizmente, nem todos dão valor a algo tão óbvio! Muitos optam por viver ruminando frustrações, mágoas, ódios, depressão, complexo de inferioridade dentre tantos outros ao invés de virar a página e se reinventar dentro do contexto social. Quantas pessoas, como no caso apresentado no vídeo acima, vivem contando os segundos e minutos que lhes restam sem saberem o derradeiro dia de suas vidas. Essas pessoas pensam o que poderiam ter feito e não o fizeram, como por exemplo: o eu te amo que não falaram a quem amavam, bem como o perdão que deixaram de pedir por conta do orgulho, o abraço forte que deixaram de oferecer, as boas ações que poderiam ter feito, mas que não fizeram e que no leito de dor se dão conta de que o relógio da vida corre contra o tempo. Trata-se de um tabu para muitos, para outros sequer pode-se falar: “a morte”. Algo que marca a transição de um indivíduo para um mergulho em um misterioso universo a ser explorado.

  Enfim, pratique e fale do amor. Diga eu te amo para seus filhos, cônjuge, amigos, pois um dia você pode querer fazer isso e já não ser possível. Digo isto, pois o amor é um sentimento que caminha junto com ações e se não praticamos o amor de maneira concreta e genuína jamais saberemos o que é amar e tampouco o que é ser amado. Reflitam e tenham um excelente dia!!!



João Luciano Silva da Costa.